Não sou daqui

Um blog sobre intercâmbio

Primeiros passos

with 2 comments

Morar, estudar ou trabalhar no exterior são experiências cada vez mais desejadas pelos jovens. Além da oportunidade de praticar outros idiomas, o intercâmbio também possibilita a convivência com outras culturas. São diversas as opções de cursos e também de moradia. Porém, antes de decidir estes detalhes, é preciso que o intercambista preste atenção em outro aspecto. Quando escolhido o destino de viagem, é preciso providenciar sua documentação. O primeiro passo é juntar a papelada necessária para obter o visto e o passaporte. O lado positivo é que não é tão complicado quanto parece, mas é importante ter um conhecimento prévio antes de colocar o pé na estrada.

Passaporte

O passaporte é necessário para o intercâmbio

O passaporte é necessário para o intercâmbio

O passaporte serve como documento de identificação do viajante. Para fazê-lo, é preciso comparecer à sede da Polícia Federal de sua cidade, com a documentação necessária, que pode ser conferida neste link. O prazo de entrega é de seis dias úteis.

Visto

O visto é uma autorização que dá ao estrangeiro a permissão de ingressar no país e lá permanecer por um tempo determinado. Os destinos atualmente mais procurados pelos estudantes brasileiros são os países da América do Norte –Canadá e Estados Unidos – e da Oceania, onde o mais procurado é a Austrália.

Felipe Daniel, da empresa Schelter, que manda documentação para vistos às Embaixadas dos Estados Unidos, Canadá e Austrália, dá algumas dicas para quem está se preparando para viajar e estudar: “Quem trabalha nas embaixadas sempre pede que tu comproves a tua renda aqui no Brasil e os teus vínculos. Tu entras em contato com a direção da faculdade ou da escola de lá e eles emitem um formulário. Estes formulários são o que caracterizam o teu pedido de visto de estudo”. Essa é a primeira parte, mas há ainda muito para se fazer. “Vão te pedir os três últimos contracheques, as duas últimas declarações do imposto de renda, um extrato bancário.” No caso do estudante não possuir esses documentos em seu nome, deve utilizar dos pais ou responsáveis legais.

No entanto, existem certas diferenças nos processos de obtenção do visto. Para os Estados Unidos, por exemplo, é preciso antes marcar uma entrevista em um dos consulados americanos no Brasil. Eles estão localizados no Recife, no Rio de Janeiro, em Brasília e em São Paulo. Para isso, já são pagos cerca de R$ 40. A entrevista é marcada pelo site, onde os dados do requerente ficam gravados no sistema da imigração norte-americana. Para isso deve ser paga uma taxa de R$ 200. Já o visto, em si, custa em torno de US$ 130. São todos valores atuais, que podem ser alterados a qualquer momento.

Visto canadense

Visto canadense

Para o Canadá, o preço e a documentação são praticamente os mesmos que dos EUA, porém não é necessário ir até o consulado. Se o estudante quiser permanecer até seis meses, o visto pode ser de turismo. Para mais tempo, é preciso ter o visto de estudo e realizar exames médicos, que serão enviados junto com os documentos.

Se o destino for a Austrália, exames médicos também são necessários para quem vai ficar mais de 4 semanas.  Os documentos são os mesmos, últimos contracheques, recibos bancários, mas todos autenticados em cartório, assim como os formulários e a autorização dos responsáveis, caso o estudante seja menor de idade. A taxa é um pouco mais cara, R$ 768, mais o os gastos com os exames médicos.

Na Europa, todos os países exigem visto de estudo. Porém, o visto é concedido apenas na entrada do país, ou seja, na imigração. Muitas vezes, são destinos escolhidos pela maior facilidade de conseguir a liberação. Diferentemente dos Estados Unidos, não há necessidade de realizar entrevista e as chances da entrada ser negada são menores. Segundo Veronica Melo, agente de viagem da Consultur Turismo, a obtenção do visto pode se dar por meio de representantes. “Mas é necessário estar com a documentação em dia”, lembra. São pedidos os mesmos documentos de outros países como o Canadá e a Austrália, e a aprovação também dependerá da autorização do consulado. Cada país europeu possui sua peculiaridade, como o prazo de permanência e prolongamento da estada. É indispensável, no entanto, estar matriculado em uma escola ou universidade. Mas ainda segundo Veronica, o visto de estudante europeu é interessante, pois também dá a possibilidade de viajar por todo o continente como turista. Já o visto de trabalho é mais complicado de ser obtido. As chances aumentam caso o trabalhador seja indicado por alguma empresa, por exemplo, e chegar lá com emprego garantido. “Oitenta por cento dos vistos de trabalho requeridos são negados”, revela a agente de viagem.

Para os países componentes do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai), o visto não é requerido, assim como o passaporte. Além disso, a Bolívia, o Chile, a Colômbia, o Equador, o Peru e a Venezuela também estão presentes no acordo que reconhece os documentos de identificação de cada Estado.

Para informações mais específicas, consulte a página da embaixada do seu destino. Alguns links estão disponíveis na coluna à direita.

Anúncios

Written by Débora, Fernanda, Ita e Laís

03/04/2009 às 11:55 AM

Publicado em Uncategorized

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] a comment » Depois de ver toda documentação e de embarcar rumo ao destino desejado, começa a fase mais importante para muitos intercambistas […]

    • Ola! Meu nome é Felipe Daniel e minha empresa, a Schelter Vistos, encaminha pedido de vistos para diversos países há mais de dez anos. Quero deixar aqui os contatos caso você que esteja lendo estas informações precise de auxilio para encaminhar um visto para os Eua, Canada, Austrália… Ligue para nos. Será um prazer ajuda-lo. 51 33073921. 51 33075921. Ou mande-nos um e mil para scheltervistos@hotmail.com
      Um grande abraço a todos!

      Felipe Daniel

      21/08/2009 at 2:38 PM


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: